Home Artigos e colunas Artigos instrutivos Como competir ? (Por Paulo Reis - Portugal)
Banner
Como competir ? (Por Paulo Reis - Portugal) PDF Imprimir Envie este artigo para um amigo

Os dez passos de Greg Hamerton's para gozar o voo e voar o melhor possível durante as competições.
Dez dicas para voar em competição por "Greg Hamerton"

A JANELA ESTÁ ABERTA! Grita o juiz de prova. 
Subitamente a encosta explode em acção à sua volta. A sua mente constata uma situação caotica à medida que os pilotos descolam.

Um parapente passa por sí e você desvia-se para evitar as pernas do piloto. Chega então a sua vez de partir e juntar'se ao bailado de dezenas de asas a rodar no ar em frente à descolagrem, voltas loucas de alguns e controladas dos mestres, misturadas numa dança de adrenalina e determinação. Uma competição de parapente pode ser intimidatória e traumática para os inexperientes. Para os veteranos pode ser considerado um jogo maravilhoso, um desafio às suas capacidades de voo. Mas é sempre um momento de elevado stress para todos. Talvez este artígo ajude a comprender melhor esta situação.

1. PREPARAÇÃO PARA A BATALHA.

Utilize o seu tempo para preparar metodicamente o equipamento. Faça um reconhecimento do local: fale com os pilotos locais, pergunte acerca de outras provas realizados nesse local, procure saber quais as dificuldades do local, quais as previsões meteorológicas, etc... 
Dias de treino: indispensável se você puder dispôr de tempo para o fazer! Chegar ao local com antecedência permite que você acalme os nervos em relação a um local desconhecido. Você pode identificar algumas rotas possíveis, compreender o relevo do local, procurar analizar os mapas da zona, e absorver todo o tipo de informação necessária. Fazer horas de voo: quer esteja no local da prova ou no seu local de voo habitual, tente arranjar tempo para treinar um pouco antes de uma prova! Pratique o manuseamento da asa no solo, pois será díficil controlá-la sobre a pressão da prova (100 pilotos a observarem, espectadores, ventos laterais, térmicas, locais desconhecidos).

2. NA ENCOSTA

Compreenda o briefing : procure ajuda de um piloto mais experiente. As coisas parecem completamente diferentes vistas do ar, por isso, pergunte até ficar totalmente esclarecido - você nunca terá informação em excesso acerca das balizas, sector FAI, etc... Identifique os pilotos de topo: Memorize a côr das asa e arnêses de alguns deles. A observação de alguns pode ser bastante proveitosa. Não se limite a segui-los e imitá-los, apenas observe e compare o desempenho deles com o seu, tentando identificar os erros cometidos diariamente. Arranje uma estratégia de batalha: cada manga consiste de alguns pontos críticos ligados por periodos de voo fácil. No fim do dia você encontrará pilotos que aterraram em diversos pontos da prova devido aos pontos técnicos e críticos da prova em causa. Alguns destes pontos passam-lhe despercebidos, outros são obvios e podem ser antecipados - ex: uma passagem de um vale de manhã a uma grande distância de uma montanha, com vento de frente. Neste caso é necessário formar uma estratégia para ultrapassar esta dificuldade, procure informar-se, mas acima de tudo, prepare'se mentalmente para estar atento a estas dificuldades.

3. ATACAR!

Timing na descolagem: espere a existência de confusão generalizada. O truque é estar completamente preparado antes do briefing. Imediatamente depois do briefing vista o arnês. Você pode sempre mover-se e esperar, mas se o parapente estiver no saco você vai atrasar-se! Enrolar térmicas rapidamente: tente centrar bem as térmicas. Numa molhada de pilotos as confusões de tráfego podem ser evitadas instantâneamente se você seguir o piloto imediatamente à sua frente. Voltas eficientes são essenciais para subir o mais alto possível. Finalmente você irá reparar que os pilotos no topo da térmica lutam por uma posição. Logo que um bom piloto manobra a sua asa para tomar a dianteira ele consegue evitar a turbulência dos outros e possivelmente escapar-se sorrateiramente.

4. COMPETIR VS CORRER

Voar rapido não significa voar de acelerador a fundo ou comprar a asa mais rápida ou voar a direito e rezar para que Deus ajude a manter altura. A velocida é produto de uma táctica apurada e habilidade de enrolar térmicas eficientemente. Utilize térmicas fortes para subir alto, em seguida faça transições ignorando as térmicas mais fracas pelo caminho. Longas encostas com térmicas abundantes podem ser ultrapasadas rapidamente mantendo uma altitude reduzida e encontrando mais térmicas. Ao enrolar uma térmica pense antecipadamente no seu próximo passo, mantenha-se sempre um passo à frente. Isto permite'lhe escolher a rota mais rápida das opções disponíveis.

5. VOCÊ ESTÁ SOZINHO

Embora existam outros pilotos no ar nenhum deles sentirá as ascendentes e descendentes que você encontrará nesta situação. Por isso não se preocupe com o piloto que você avista a alguma distãncia que parece têr um planeio melhor que o seu. Maximize a sua performance. Os outros parapentes devem ser tomados como fonte de informação, utilize-os como térmicas vísiveis. Faça as suas decisões tácticas. Mesmo que não sejam as melhores. Desta forma você irá aprender e lembra-se da decisão acertada na vez seguinte. Seguir o rebanho é estupidez.

6. O SEU ESCUDO CONTRA A PERIGO!

Numa competição cada metro conta. Continue a tentar a sua sorte até têr os dois pés assentes no chão. Mesmo assim continue á espera de um milagre - recuperações perto do solo são comuns em competição. Nunca, nunca desista. MAS, um ferimento causado por um acidente de vôo para além das margens de segurança é um desperdicio de pele e osssos. Por isso tenha consciência, acerdite nas suas capacidades, mas guarde sempre uma margem de segurança, não se meta em situações demasiadas arriscadas. Lembre-se que existe sempre um outro louco preparado para tomar decisões arricadas. Apenas procure evoluir e ultrapasar gradualmente as suas limitações e alcance um melhor nível técnico de uma forma segura.

7. PROVAS

Tira fotografias às balizas é uma arte díficil, por isso procure ajuda de pessoas experiêntes. Basta um erro com a sua máquina fotográfica para estragar a sua brilhante performance, por isso seja metódico. Uns segundos extra gastos para assegurar uma correcta fotografia podem significar muito em termos de ranking.

8. AS CELEBRAÇÕES DEPOIS DAS MANGAS.

Beba uns copos e relaxe! Aqui é onde você aprende bastante com as histórias dos outros concorrentes. Faça perguntas aos vencedores da manga do dia, informe-se, converse com os amigos e absorva as tácticas que funcionaram, analize as suas falhas. Todos querem contar a sua história e a comuncação é tão simples como "Então como é que correu o dia hoje?"

9. FORÇA PSICOLÓGICA

É o factor decisivo na maior parte dos vôos. Os vencedores são normalmente aqueles que conseguem recuperar regularmente de um mau dia. Lembre-se que cada piloto tem altos e baixos e utilize este dado para se motivar positivamente. Se você tentou o seu melhor e não resultou, o dia de amanhã terá desafios diferentes. Apenas voe o melhor possível, tente dar o melhor de sí e não entre em depressão por um mau resultado.

10. DIVIRTA-SE!

Você está de férias. De qualquer forma é apenas mais uma competição entre centenas todos os anos.

Paulo Reis voador portugues com 10 anos de experiência em parapente

Joomla Templates and Joomla Extensions by ZooTemplate.Com
 

Guia 4 Ventos edição gráfica

Guia 4 Ventos - Rampas de voo livre do Brasil

Apenas R$ 25,00
+ taxa de correio.

Banner
Google Analytics Alternative