Home Artigos e colunas Altos vôos De Sapiranga ao Litoral Gaúcho

Mande sua história para o guia 4 VentosBem vindos a sessão ALTOS VÔOS do Guia 4 ventos.
Nesta sessão você vai ficar por dentro de fantásticos
vôos de asa-delta e parapente feitos no Brasil e fora do país,
contado pelos próprios pilotos.

De Sapiranga ao Litoral Gaúcho PDF Imprimir Envie este artigo para um amigo

1º vôo da história chegando a praia (Xangri-Lá) de PARAPENTE partindo de Sapiranga (RS) 92,11 Km
“O sonho da grande maioria de voadores do RS”


O dia começou corrido, estava estreando selete (Woody Valley) que eu trouxe da viagem na quinta de noite. Acordei cedo para fazer todas as regulagens, cansado ainda da viagem de volta desde Espanha..

Grid cheio na decolagem em Sapiranga (todos para treinar para o Campeonato Brasileiro). Vento fraco Oeste/Noroeste. Previsão de virar para sul/sudeste que felizmente não se cumpriu! Um dos motivos pelo qual consegui realizar este sonho porque quase sempre acaba entrando vento leste perto do litoral. Decolei dos últimos as 14:20 (hora do relógio), tinha piloto que já estava bem alto. Térmicas fracas mas constantes, demorei quase meia hora para subir a 1647m na primeira térmica. Chamei no radio e perguntei se alguém ia tirar para o cross, resposta: não, hoje não vai dar muita coisa, vamos ficar treinado aqui para o Brasileiro. Ao final saímos só o Sandro e eu para o cross direção leste/sudeste.

 

 

O trecho até Rolante foi tranqüilo, térmicas boas (2/3 m/s), teto 2050m. O Sandro acabou se abrindo no azul e só pegou descendentes, quase que volta a subir, mas acabou posando em Rolante. (40 e poucos km).

Depois de Rolante complicou, cheguei a ficar baixo (285m), mas uns campos de arroz perto de Caraá com um morro no meio e cheio de urubus em volta foi minha salvação. Voltei a estar vivo! Subi a 850m e segui caminho, daqui para frente foram térmicas muito fracas (0,8 / 1), mas constantes; foi muita paciência e sempre olhando pousos porque eu achei que não ia muito mais longe, já eram as quatro e pouco da tarde e estava fraco, muita paciência, rodando e avançando pouquinho, mas...

Melhorou, as térmicas constantes foram aumentando até chegar a 2 e pouco m/s, consegui seguir o vale e subi de novo até 1.500, de ai para frente só festa e curtição, sai da serra e entrei na região das lagoas, e ainda subi mais, era fim de tarde e o calor que desprendia a água fazia subir tudo, cheguei a 1650m e foram os 20kms voados mais lindos da minha vida. Visual absolutamente indescritível, maravilhoso, que conjunto de lagoas, serra e mar mais bonito.

Como estava alto cruzei no meio das lagoas e não descia! O vento continuava oeste/noroeste e eu andando a 58/60 km, que maravilha. Só encontrei o vento leste a 300m de altura no pouso a beira da praia.

Como cheguei alto ainda deu para fazer 6/7 km encima da praia direção nordeste, só no pousei na praia porque tinha passando aviãozinho com faixa de publicidade bem baixinho (e para não sujar de areia e sal o equipamento).

Pouso as 18h35min depois de 4 horas e 15 min de vôo num terreno baldio na Av. Paraguaçu em Xangri-Lá.

Comentários e felicitações de pilotos gaúchos:

“Eu tenho este sonho há 12 anos. Muitas vezes fui dormir pensando e sonhando, imaginando, inventando cada detalhe deste vôo, cada dificuldade, a paisagem mudando, o cheiro do mar, a satisfação, o orgulho de chegar lá tomando conta de mim, as térmicas, e as montanhas do caminho e, na vida real, o sono chegando, chegando....putz cara, vc realizou o sonho de muita gente e o meu maior desejo no vôo livre.
Eu não trocaria um vôo de 150km pela magia, pela poesia de chegar no mar voando.
Isto é muito especial.
Você merece se sentir maravilhado.
Parabéns (ainda que com uma ponta de inveja, confesso).”

Paulo Mota

“Inacreditável! Incrível!! Extraordinário!! Maravilhoso!! Teu vôo e os registros fotográficos! Parabéns!! Ainda espero fazer este vôo. Pena que ontem não consegui subir naquela térmica em Rolante.

Mas a única coisa que não me conformo é que tu não pousou na beira do mar! Tinha que batizar no sal grosso a selete nova! hehehe

Parabéns!Parabéns!Parabéns!Parabéns!Parabéns!”

Sandro Lima

“Meus parabéns ao toni pelo vôo, as fotinhos chegam arrepiar, visual indescritível meus parabéns e ate o brasileiro.”

Marco

“BOM NEM PRECISO DIZER, MAS FALAREI,
FICAMOS COM INVEJA DO SEU VÔO , MUITO DEZ, VINTE E NOVENTA E DOIS , PARABENSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS...
O VOO DO ROQUE (CLUBE DOS 100 KM ) DO PITT E DO VALDIR , FOI DEZ TAMBÉM MAS O TEU FOI DEMAIS, POIS TODOS QUERIAM CHEGAR NA PRAIA.
O TEU NÃO FOI O RECORDE MAS É CONSIDERADO, POIS FOI O PRIMEIRO PILOTO A CHEGAR DE PARAPENTE NA PRAIA , QUE SENSAÇÃO. BOM, É INVEJA MESMO...
QUE ESTRÉIA DE SELETE HEIN... E FORA O CACHORRO AMARRADO , QUE VONTADE DE VOAR TU ESTAVA NÉ...
AI MICHELE PARABÉNS PELO GRANDE VÔO DO MARIDÃO.
FICAMOS BABANDO NAS FOTOS HOJE ...
PARABÉNS, PARABÉNS,...
VALEU”

ANDRÉA, VALDIR , ROQUE E KIKE

“Toni, tenho duas coisas para te dizer: PARABÉNS !!!!
Dá uma inveja (mas é uma inveja boa)
Muito já sonhei com este vôo! Já andei de moto sobre a serra para verificar possíveis pousos, hoje em dia fico viajando no google earth, imaginando quando iríamos conseguir!!
Parabéns Catalão, que esse seja só o primeiro, e daqui a pouco quem sabe chegamos lá!
Grande abraço”

Max

“SEM PALAVRAS. ACHO QUE COM CERTEZA FOI O MELHOR VÔO DA SUA VIDA NÉ TONI?
MUITO LINDO ESSE VÔO. FICO MUITO FELIZ PELO AMIGO....E SONHO EM UM DIA TER O PRIVILÉGIO DE FAZÊ-LO.
MAS JÁ ENFIEI AS DUAS MÃOS NO RABO E RASGUEI POR NÃO TER IDO JUNTO..
ABRAÇO”

EMILIO

Por Toni Menéndez (“cataúcho” – meio catalão meio gaúcho) – Porto Alegre – RS
Boomerang Sport – GIN GLIDERS

Joomla Templates and Joomla Extensions by ZooTemplate.Com
 

Guia 4 Ventos edição gráfica

Guia 4 Ventos - Rampas de voo livre do Brasil

Apenas R$ 25,00
+ taxa de correio.

Banner
Banner
Google Analytics Alternative